Mensagem APIC



A Associação Portuguesa de Intervenção Cardiovascular (APIC) foi convidada pela direção da Sociedade Portuguesa de Cirurgia Cardio -Torácica e Vascular (SPCCTV) a participar na edição de 2018 do Congresso da SPCCTV – 4D Visions que decorrerá no Algarve de 23 a 25 de novembro.

O desafio foi aceite com todo o gosto e vemos nesta parceria uma excelente oportunidade de partilha de experiência e conhecimento científico em áreas que se interceptam na Medicina pelas diferentes especialidades.

Desde logo lançamos o Tema da “ The Grey Zone” – cirurgia ou intervenção cardiovascular?

O programa foi desenhado nesta perspectiva e pensamos que construímos um documento que vai ao encontro dos anseios de todos, e que no fim esperamos poder responder á pergunta sempre incómoda que todos os dias, a cada momento, nos é colocada: qual o melhor tratamento para o meu doente individual com base na evidência científica atual e com a experiência de cada centro e de cada um de nós?

A Associação Portuguesa de Intervenção Cardiovascular (APIC) congrega toda a comunidade da cardiologia de intervenção em Portugal e abraça com grande dinamismo e entusiasmo a sua atividade assistencial e científica, sendo a sua imagem e representação. A APIC tem sido – e continuará a ser – um parceiro privilegiado na promoção da cardiologia de intervenção em geral.

A rápida evolução da tecnologia permitiu a difusão das diferentes técnicas por um maior número de centros, podendo delas tirar partido um maior número de doentes. As inovações tecnológicas contribuíram, também, para a universalização das terapêuticas percutâneas – desde a angioplastia coronária à intervenção estrutural – melhorando, desta forma, a qualidade e a sobrevida dos nossos doentes, algo que é notável. A APIC pretende estabelecer uma relação mais próxima com a comunidade, visando uma maior consciencialização social, tendo em vista a prevenção e o diagnóstico precoce das doenças cardiovasculares, mas também procurando assegurar que os doentes beneficiem de todas as formas de tratamento modernas e inovadoras disponíveis no SNS português, independentemente da sua condição social ou do local de residência e muito gostaríamos de poder ter como parceiros privilegiados nessa missão a SPCCTV já que tratamos os mesmos doentes e um esforço conjunto seria algo que poderia ser benéfico para os doentes e para todos nós em termos profissionais e pessoais com a criação de laços de amizade.

Em nome da APIC gostaria de agradecer à direção da SPCCTV o convite que muito nos honra e desejar que desfrutem de bons momentos de atividade científica e de convívio.


Presidente da APIC

João Brum da Silveira