Mensagem do Presidente



Nova Direcção, novos Desafios.
New Board, new Challenges.

O Legado Científico da nossa Sociedade que remonta a 1984, com personalidades da Cirurgia Cardiotorácica e Vascular de maior vulto Nacional e Internacional e peso Insti- tucional de significativa relevância enquanto Escola Médico- -Cirúrgica, é ímpar na nossa realidade Lusitana e merecedor de todo o reconhecimento pessoal e coletivo de anos de his- tória associativa.

As preocupações maiores desta Direcção agora eleita, são, no compromisso assumido, a identidade dos Sócios com a organização Médica que representamos; o papel que possamos desempenhar na sua formação pós- -graduada bem como na divulgação científica das nossas áreas Médicas; e o contributo esperável para o melhor fun- cionamento das Instituições prestadoras de cuidados de Saúde e pela melhoria do ambiente legal ou funcional que lhes esteja inerente.

Deixo desde já o meu registo de mais de uma dezena de Editoriais escritos nos últimos quatro anos, sob temas do nosso quotidiano, que apenas são uma reflexão contextua- lizada do ambiente em que exercemos Medicina, das suas verdades e dos seus constrangimentos.

O projecto da base de dados da Cirurgia Cardíaca foi já apresentado à Tutela e mereceu previamente a anuência da Comissão Nacional de Proteção de dados; a sua imple- mentação em conjunto com a Sociedade Portuguesa de Cardiologia, será pioneira e promotor de outros idênticos, nas áreas afins da nossa Sociedade; daremos continuidade às Iniciativas junto das Instituições dedicadas, com vista à implementação dos Tempos Máximos de Resposta Garanti- dos (TMRG) em função do tipo de patologia, com a correcta atribuição do respectivo grau de urgência / prioridade em lista na sequência da reunião tida com o Coordenador da Unidade Central de Gestão de Inscritos em Cirurgia – UCGIC.

A Revista da SPCCTV, primorosamente dirigida pelo Professor Doutor Américo Dinis da Gama, será alvo de uma adaptação às limitações financeiras do momento, sem perda da indexação conquistada na década passada, sendo agora o Dr. Miguel Guerra, o orientador do seu destino e motor das transformações necessárias para a sua edição regular e de qualidade, a que o passado nos habituou. Um apelo a todos, para que enviem os vossos trabalhos para a única Revista Ibérica da área, indexada em PubMed - National Libray of Medicine, com aspirações a medição de factor de impacto, nos tempos vindouros.

A nossa webpage vai ser reformulada e actualizada, com imagem distinta e renovada, contando com todas as vossas sugestões para que se torne mais interativa, apelativa e eficaz na transmissão da nossa mensagem.

O Congresso de fim do ano será elaborado em con- junto com a Sociedade Portuguesa de Anestesiologia em data e local a definir, com programa abrangente e aglutina- dor de profissionais e de experiências comuns. Será crucial potenciar sinergias com a Sociedades Científicas Nacionais com que a SPCCTV tem mais afinidades, bem como com Sociedades Científicas congéneres estrangeiras e promover e dinamizar o programa Nacional de estágios para Internos de especialidade e Especialistas recém formados.

Contamos com a Industria como parceiros, para atin- girmos os nossos desígnios, na certeza de que no novo con- texto legislativo, poderemos criar um modelo diferente de apoio, sem o qual à SPCCTV não será permitido prosseguir o seu trabalho de anos, formativo e representativo.